Expo UFPB 60 Anos reuniu ciência, tecnologia, arte e cultura em quatro dias de evento

Aconteceu de 3 a 6 de dezembro a Expo UFPB 60 Anos, no Espaço Cultural José Lins do Rego. O evento, idealizado e organizado pela agência de produção cultural Paraíba Criativa em parceria com a Funesc, representou o ápice da comemoração das seis décadas de existência da Universidade Federal Paraíba. Reunindo toda a comunidade acadêmica e suas produções nos campos do ensino, pesquisa extensão, o evento ainda foi um importante difusor da cultura local, com apresentações de artistas genuinamente paraibanos.

Contando com uma estrutura de mostra científica universitária, a exposição reuniu centros importantes da universidade, como CCHLA, CTDR, CCJ, entre outros. No local também estiveram expositores convidados, como o curso de Design de Moda do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê), as Sereias da Penha e João da rabeca. Cada atração levada pelos expositores ficou exposta em estandes construídos na praça Parque do Povo.

As ações da mostra, que aconteceram em 26 estandes, no Palco Principal, no Teatro de Arena e Sala de Concertos, foram um convite à participação do público. Interativa e dinâmica, a mostra se pautou em parâmetros da economia criativa, oferecendo ao público visitante atividades envolvendo fotografia, cinema, televisão, artes, games, design e moda.

Estandes como o Centro de Tecnologia (CT) da universidade levaram carros de corrida desenvolvidos por alunos, o estande representante do campus IV, Bananeiras, levou amostras grátis de iogurtes e outros alimentos derivados do leite. Em outros estandes, a exemplo do Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) o público pode acompanhar in loco experiências, como a quimioluminescência, líquidos que iluminam-se devido a uma reação química. No local foram reunidas muitas outras experiências que divertiram e entretiveram o público.

Entre as atrações de maior destaque da mostra estiveram os desfiles de moda, responsáveis por encantar quem estava presente em três dias do evento. Logo no primeiro dia, quinta (3), na Praça do Povo, aconteceu o desfile Filipéia, que trouxe toda a exuberância do Centro Histórico de João Pessoa nas peças. No sábado (5), também na Praça do Povo foi a vez do desfile Artesania, com peças inspiradas no consumismo, tendo como subtema o artesanato paraibano, as técnicas utilizadas foram o captonê e tapeçaria. Já no domingo (6), o desfile Sereias da Penha fechou com muito glamour o ciclo de desfiles do evento, trazendo biojóias, produzidas a partir de escamas de peixe, pérolas, fios de cobre e alumínio.

As atrações musicais fecharam todos os dias do evento com muita animação, estiveram presentes a Banda Limbo, Os Gonzagas, Nathalia Bellar, Titá Moura, Michele Morena, entre muitos outros artistas e grupos musicais paraibanos.

 


Foto: Emerson Gomes

Ascom